Domingo, 9 de Abril de 2006

Open Water - Em águas profundas

Aflitivo.

Deixa-me desde já revelar-lhe curioso leitor, que fiquei absolutamente fascinado com esta obra. Entrou imediatamente no meu desorganizado top de filmes favoritos (tal como entrou o “Shaun of the dead”).

Porquê?, interroga-se o intrigado leitor…

Por tudo! Confesso que no princípio estava um bocado desconfiado, com aqueles planos esquisitos e assim, mas à medida que o filme se foi desenrolando… fiquei agarrado ao ecrã!

Desde logo a relação que se estabelece entre o casal… é engraçada, é uma relação dinâmica, credível…que nos faz criar uma empatia com eles, e verdadeiramente preocupar-nos com eles…

Como decerto sabe, a história gira à volta deles, de como acidentalmente são deixados para trás, no meio do oceano, durante uma viagem de barco para mergulhar… E é desta premissa tão simples que todo o filme se desenvolve, sem contudo nunca cair nos terrenos da vulgarmente denominada “seca”, como poderia erradamente fazer crer.

É todas as cores com que o ecrã é pintado, é a forma como as imagens são montadas, como joga com os nossos medos mais primitivos, trazendo ao de cima o aterrorizado homo sapiens que no fundo da caverna ouvia os trovões lá fora… E o mais aterrorizador é que nunca podemos pensar que é apenas fantasia, ficção, que estamos a ver diante de nós… não, não basta o filme ser baseado em factos verídicos, todo o oceano se comporta como entidade viva que é (os tubarões que vemos são reais, como eles fazem questão de dizer no documentário).

Destaque para a forma como o derradeiro aspecto da noite é retratado, intercalado com os relâmpagos que nos faz realmente ficar aflitos…

Agora, para mim, o ponto negativo de todo o filme… eles aparecerem nus quando ainda estão no quarto do hotel… não me considero um puritano, mas simplesmente acho que aquelas cenas só deturpam o filme, já que não acrescentam nada; tratou-se apenas de os mostrar sem roupa, e para quê? (pergunta retórica…)

Conclusão? Dê-lhe uma oportunidade, ilustre leitor, agora que até baixou o preço… é realmente espantoso o filme, mais a mais considerando que foi feito durante os fim-de-semana e férias, como filme independente que é…

 

Elegantemente garatujado por One às 23:03
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.tags

. todas as tags

.Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Reflexões recentes

. Aliens: Book One

. A-Team - A capa do primei...

. Star Wars - o fragmento d...

. Transformers - a idosa sé...

. Transformers 2007

. O regresso!

. Um confronto que...

. Será que...

. Pepsi e Pipocas! foi o bl...

. Nota sobre "Uma Verdade I...

. Breve comentário sobre "B...

. Criminal Minds de volta a...

. Bach na televisão portugu...

. Timeline - Resgato no Tem...

. E ao mesmo tempo que cheg...

. Será isto o futuro?

. Um artigo já antigo sobre...

. Michael Crichton - Estado...

. "Little Miss Sunshine"...

. E se...

. Porque hoje foi...

. Continuando as reflexões....

. BD Disney

. Os Fans de SW Portugueses

. Star Wars - Edições origi...

.Ficheiros Secretos

. Julho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.O inevitável hitcounter...

.Em campanha!

.Contacto

- pepsiepipocas@sapo.pt

.Links

Ideias Fixas

Blog Blog Blog

 

EV Cine

Filmes de Culto

Axaste o que

Listening2Dragons

Hotvnews

Arte Sétima

Cinema Notebook

DVD

Cineblog

Cinema, Musica & Afins

Fan Force PT

SWCC-PT

.Refinada pesquisa neste blog

 
blogs SAPO

.subscrever feeds

.-------------------------