Quarta-feira, 21 de Junho de 2006

Esquadrão Classe A - 12/6/2006 - There's Always a Catch

"In 1972 a crack commando unit was sent to prison by a military court for a crime they didn't commit. These men promptly escaped from a maximum security stockade to the Los Angeles underground. Today, still wanted by the government, they survive as soldiers of fortune. If you have a problem, if no one else can help, and if you can find them, maybe you can hire the A-Team."

Comecemos este artigo opinativo por atentar no papel crescente que a Polícia Militar e a sua perseguição ao Esquadrão liderada pelo Coronel Decker tem vindo a assumir nestes episódios da segunda temporada; enquanto que na primeira época eram mais uma desculpa para o Esquadrão agir nas sombras, desta vez são um perigo real que dão que fazer ao Esquadrão.
 
Aliás, é a enfrentar mais uma trepidante perseguição que vamos encontrar o Esquadrão no princípio deste episódio: deparamos com a carrinha cuidadosamente guiada, e somos surpreendidos pela primeira surpresa: não é o B.A. que conduz, mas o Murdock! Mas que se passará?
 
O B.A. pisou um prego pouco tempo antes, e eles aproveitam para se esconderem e para o levarem a um hospital, tomar a vacina contra o tétano.
 
E é aí que encontramos uma linda rapariga, preocupada com o seu pai e o seu irmão, que levaram uma tareia de uns brutamontes. O motivo? Eles controlam todos os pescadores da região, exigindo metade dos seus lucros, além de pescarem exaustivamente e insustentavelmente todas as lagostas da região, pelo que o tal pai e o tal rapaz decidiram opor-se-lhes, mas a coisa deu para o torto… Realmente, muitas pequenas cidades oprimidas por brutamontes existiam por aquele estado de Los Angeles na década de oitenta… Mais, durante a conversa é nos revelado que, para variar, a polícia nada vai fazer, pois também ela está controlada pelos tais bandidos….
 
Cá estão reunidos todos os ingredientes clássicos, com o extra que neste episódio o Esquadrão lida com duas ameaças simultâneas e igualmente perigosas: os já referidos bandidos e a Polícia Militar!
 
Enfim, a história dá algumas voltas e reviravoltas, mas felizmente tudo acaba por correr bem!
 
Só duas notas que achei engraçadas:
 
- A certa altura num barco um oficial da Polícia Militar diz para o Coronel Decker “Não está ninguém no barco!”, ao que o Hannibal replica imediatamente “Não está ninguém no barco, sir!”
 
- Noutra altura o Face faz-se passar por mágico fan do mestre Houdini, e fala de estar preso num aquário com um tubarão, dizendo que se algo correr mal seria o Jaws 4… que naquela altura ainda não tinha sido realizado…
 
 
 
Elegantemente garatujado por One às 18:05
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.tags

. todas as tags

.Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Reflexões recentes

. Aliens: Book One

. A-Team - A capa do primei...

. Star Wars - o fragmento d...

. Transformers - a idosa sé...

. Transformers 2007

. O regresso!

. Um confronto que...

. Será que...

. Pepsi e Pipocas! foi o bl...

. Nota sobre "Uma Verdade I...

. Breve comentário sobre "B...

. Criminal Minds de volta a...

. Bach na televisão portugu...

. Timeline - Resgato no Tem...

. E ao mesmo tempo que cheg...

. Será isto o futuro?

. Um artigo já antigo sobre...

. Michael Crichton - Estado...

. "Little Miss Sunshine"...

. E se...

. Porque hoje foi...

. Continuando as reflexões....

. BD Disney

. Os Fans de SW Portugueses

. Star Wars - Edições origi...

.Ficheiros Secretos

. Julho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Contacto

- pepsiepipocas@sapo.pt

.Refinada pesquisa neste blog

 
blogs SAPO

.subscrever feeds